Relação Espécie-Área em Cupinzeiros de Pastagem, Goiânia-GO, Brasil

Hélida Ferreira da Cunha, Pedro Paulo Aquino Moura Morais

Resumo


O desmatamento no Cerrado para a formação de pastagens e criação de rebanhos bovinos tem prejudicado a diversidade e a conservação das espécies de cupins. A presença de cupinzeiros em pastagens está associada a solos degradados, mas a maioria das espécies atua como consumidores primários e decompositores, auxiliando na ciclagem de nutrientes, aeração e formação do solo. Se os cupinzeiros correspondem a “ilhas” inseridas na matriz da pastagem, então, diferentes tamanhos de cupinzeiros podem agrupar diferentes números de espécies. O objetivo desse trabalho foi estimar a relação espécie-área em cupinzeiros epígeos de uma pastagem em uma área periférica do município de Goiânia-GO. O estudo foi executado em um hectare da pastagem, todos os cupinzeiros foram contados e mensurados (circunferência da base) para calcular a área da base (m²). Outras espécies habitantes do ninho foram amostradas em 10% dos cupinzeiros. A maioria dos cupinzeiros era de Cornitermes snyderi Emerson, que abrigava outras espécies de cupins inquilinos e de termitófilos. Nos cupinzeiros maiores e mais antigos da pastagem há uma tendência em encontrar um maior número de espécies de cupins e de termitófilos, em uma relação de cerca de cinco espécies para quase 3m² (S= 5,13*A2,8). Embora visualmente as pastagens estejam repletas de cupinzeiros, a maioria das espécies que habitam os cupinzeiros colabora com a decomposição de matéria seca e reciclagem de nutrientes para a pastagem. Por isso, a presença de cupinzeiros na paisagem contribui para a preservação de diferentes espécies do bioma.


Specie-Area Relationship of Termite Nests of the Pasture, Goiânia-GO, Brazil


Abstract. Deforestation in the Cerrado for pastures and livestock raising cattle has damaged the diversity and conservation of the termite species. The presence of termite nests in pastures is associated with degraded soils, but most species acts as primary consumers and decomposers, assisting in the cycling of nutrients, aeration and soil formation. If termites are “islands” inserted in the matrix of pasture, so, different sized termite nests can group different numbers of species. The aim of this study was to estimate the species-area relationship in termite nests of the pasture in a peripheral area of the municipality of Goiânia-GO. The study was performed on one hectare of pasture, all termite nests were counted and measured (circumference of the base) to calculate the base area (m²). Other species inhabiting the termite nests were sampled in 10% of the nests of the pasture. Most of the nests were of Cornitermes snyderi Emerson, which sheltered other inquiline termite species and termitophiles. In oldest and largest termite mounds of the pasture there is a tendency to find a superior number of species of inquiline termites and termitophiles, at a ratio of about five species for almost 3m² (S= 5.13*A2, 8). Although visually the pastures are full of termite nests, the majority of species inhabiting the nest collaborates with the decomposition of dry matter and recycling nutrients to the pasture. Therefore, the presence of termites in the landscape contributes to the preservation of various species of the biome.


Palavras-chave


cupins inquilinos; Isoptera; termitófilos; Isoptera; inquiline termites; termitophiles

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



|    Licença de Uso    |     Normas para publicação (PDF)   |    Projeto do Periódico   |   Política de Privacidade    |    Currículo Lattes (Busca)    |   Scielo     |     Títulos de Periódicos ligados à Entomologia e suas Abreviações     |      Ortografa!

Indexadores:

Latindex   |   SEER/IBICT     |    Dialnet     |    Agrobase - Literatura Agrícola     |   Sumários de Revistas Brasileiras     |     DOAJ     |    CABI Abstracts     |    LivRe!       |   RCAAP   |    Diadorim    |    Electronic Journals Library   | Eletronic Journals Index  |   Fonte Acadêmica - EBSCO  |   ZooBank    |   Zoological Records    |   Agro Unitau    |    BASE (Bielfield Academic Search Engine)     

Outras fontes:

   WorldCat    |     Mendeley     |     Google Acadêmico    |    Qualis CAPES 

Copyright © 2008-2018, Entomologistas do Brasil

As opiniões técnico/científicas e mesmo pessoais, constantes nos artigos e comunicações científicas publicados no EntomoBrasilis são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores.

 

EntomoBrasilis. ISSN Online 1983-0572 - Prefixo doi: 10.12741

 

 Site hospedado gratuitamente no HostingZone

Fazemos parte da ABEC (Associação Brasileira de Editores Científicos)

Filiado ao Portal de Periódicos CAPES

Apoio