Teste da Hipótese “Size-Grain”: Influência da Rugosidade do Ambiente sobre Formigas (Hymenoptera: Formicidae)

Luciano Martins, Leandro Xavier Teixeira Chevalier, Fábio Souto Almeida

Resumo


Este trabalho objetivou testar a hipótese de que formigas com menor tamanho corporal têm maior sucesso em explorar os interstícios do ambiente, enquanto que ambientes menos rugosos favorecem formigas com tamanho maior. O experimento foi realizado em uma floresta secundária situada no distrito de Ilha Grande, Angra dos Reis-RJ (23º11’01’’S, 44º 11’44’’W). Foram escolhidos ao acaso 14 locais distantes 10 metros entre si. Em cada local foram demarcadas três parcelas de 50cm x 50cm com espaçamento de 10cm entre si. A serapilheira foi removida das parcelas e aplicou-se tratamentos que simularam ambientes com diferentes níveis de rugosidade: baixo (sem serapilheira); médio (somente folhas de bambu); e alto (com serapilheira). Iscas de sardinha e solução de água com açúcar foram colocadas no centro de cada parcela e a primeira formiga que alcançou as iscas foi coletada. O comprimento total do corpo das formigas coletadas foi significativamente menor no tratamento com maior nível de rugosidade (Teste de Tukey, p < 0,05). Os resultados confirmaram a hipótese de que formigas menores são favorecidas em ambientes com alto nível de rugosidade.


Testing the Size-grain Hypothesis: Influence of the Environmental Rugosity on Ants
(Hymenoptera: Formicidae)


Abstract. This study aimed to test the hypothesis that smaller ants are more successful in exploring environmental interstices than larger ants, whereas environments with less rugosity are better for larger ants. The experiment was conducted in a secondary forest located in Angra dos Reis, Rio de Janeiro State (23 11’00’’S, 44 11’44’’O). Fourteen sites were randomly selected and in each site three plots (50cm x 50cm) were demarcated. The leaf litter was removed from the plots and were applied treatments that simulated environments with different rugosity levels: low (no leaf litter), medium (only bamboo leaves) and high (with leaf litter). Food baits were exposed in the center of the plots and the first ant that access the baits was collected. The total length of the ants was significantly lower in the treatment with higher level of rugosity (Tukey, p <0.05). The results confirmed the hypothesis that environments with high levels of rugosity favours smaller ants.


Palavras-chave


Formicidae; macroecologia; serapilheira; leaf litter; macroecology

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



|    Licença de Uso    |     Normas para publicação (PDF)   |    Projeto do Periódico   |   Política de Privacidade    |    Currículo Lattes (Busca)    |   Scielo     |     Títulos de Periódicos ligados à Entomologia e suas Abreviações     |      Ortografa!

Indexadores:

Latindex   |   SEER/IBICT     |    Dialnet     |    Agrobase - Literatura Agrícola     |   Sumários de Revistas Brasileiras     |     DOAJ     |    CABI Abstracts     |    LivRe!       |   RCAAP   |    Diadorim    |    Electronic Journals Library   | Eletronic Journals Index  |   Fonte Acadêmica - EBSCO  |   ZooBank    |   Zoological Records    |   Agro Unitau    |    BASE (Bielfield Academic Search Engine)     

Outras fontes:

   WorldCat    |     Mendeley     |     Google Acadêmico    |    Qualis CAPES 

Copyright © 2008-2018, Entomologistas do Brasil

As opiniões técnico/científicas e mesmo pessoais, constantes nos artigos e comunicações científicas publicados no EntomoBrasilis são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores.

 

EntomoBrasilis. ISSN Online 1983-0572 - Prefixo doi: 10.12741

 

 Site hospedado gratuitamente no HostingZone

Fazemos parte da ABEC (Associação Brasileira de Editores Científicos)

Filiado ao Portal de Periódicos CAPES

Apoio