Mirmecofauna (Hymenoptera, Formicidae) de Duas Marismas do Estuário da Lagoa dos Patos, RS: Diversidade, Flutuação de Abundância e Similaridade como Indicadores de Conservação

Cristiane Ferras Bolico, Eduardo Alves Oliveira, Marcel Lucas Gantes, Luiz Felipe Cestari Dumont, Daiane Silveira Carrasco, Fernando D'Incao

Resumo


O trabalho objetiva inventariar a mirmecofauna de duas marismas distintas e estimar a diversidade, similaridade, bem como relacionar a temperatura, umidade relativa do ar e a pluviosidade aos padrões de flutuação de abundância desses insetos. Além disso, foram reconhecidas as espécies que atuam como indicadores ambientais. O estudo foi realizado em duas marismas localizadas no Estuário da Laguna Lagoa dos Patos, Ilha da Torotama e Molhe Oeste da Barra. Foram capturados 853 formicídeos, distribuídos em 19 gêneros. As duas marismas apresentaram índices de diversidade e abundância semelhantes, Ds = 0,958 e I = 0,042 na Ilha da Torotama e Ds = 0,8889 e I = 0,111 no Molhe Oeste da Barra. As flutuações dos grupos de formicídeos coincidiram em ambas as áreas, ocorrendo os picos durante os meses quentes. Grupos considerados bioindicadores estiveram presentes na amostragem, fornecendo parâmetros de conservação ambiental.


Myrmecofauna (Hymenoptera, Formicidae) of the Two Salt Marshes Patos Lagoon Estuary, RS: Diversity, Fluctuation of the Abundance and Similarity as Indicators of Conservation
Abstract. The aim of this investigation was to assess the myrmecofauna of two distinct salt marshes and to estimate the diversity, similarity, as well as to estimate the effects of temperature, relative humidity and rainfall on the fluctuation patterns of these insects. Additionally, the species that act as environmental indicators were recognized. The study was conducted in two salt marshes located in the Patos Lagoon Estuary: Torotama’s Island and West Breakwater. A total of 853 ants were sampled, distributed in 19 genera. Both marshes showed similar diversity and abundance, Ds = 0.958 and I = 0.042 in Torotama’s Island and Ds = 0.8889 and I = 0.111 in West Break Water. Trends in ant composition coincided in both areas, with a peak during the warmer months. Areas showed no similarity, due to anthropogenic factors and species’ biology. Groups considered as biomarkers were recorded in the samples, providing parameters for environmental conservation.


Palavras-chave


Bioindicador; Ecossistema Costeiro; Formigas; Insetos; Malaise; Ants; Bioindicator; Coastal Ecosystem; Insects

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



|    Licença de Uso    |     Normas para publicação (PDF)   |    Projeto do Periódico   |   Política de Privacidade    |    Currículo Lattes (Busca)    |   Scielo     |     Títulos de Periódicos ligados à Entomologia e suas Abreviações     |      Ortografa!

Indexadores:

Latindex   |   SEER/IBICT     |    Dialnet     |    Agrobase - Literatura Agrícola     |   Sumários de Revistas Brasileiras     |     DOAJ     |    CABI Abstracts     |    LivRe!       |   RCAAP   |    Diadorim    |    Electronic Journals Library   | Eletronic Journals Index  |   Fonte Acadêmica - EBSCO  |   ZooBank    |   Zoological Records    |   Agro Unitau    |    BASE (Bielfield Academic Search Engine)     

Outras fontes:

   WorldCat    |     Mendeley     |     Google Acadêmico    |    Qualis CAPES 

Copyright © 2008-2018, Entomologistas do Brasil

As opiniões técnico/científicas e mesmo pessoais, constantes nos artigos e comunicações científicas publicados no EntomoBrasilis são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores.

 

EntomoBrasilis. ISSN Online 1983-0572 - Prefixo doi: 10.12741

 

 Site hospedado gratuitamente no HostingZone

Fazemos parte da ABEC (Associação Brasileira de Editores Científicos)

Filiado ao Portal de Periódicos CAPES

Apoio