Estratégias de Artrópodes Contra Predação por Formigas em Floresta Secundária no Rio de Janeiro

Fábio Souto Almeida, Luciano Martins, Alejandro G. Farji-Brener

Resumo


Objetivou-se avaliar a eficiência de estratégias de artrópodes contra a predação por formigas. Realizamos simulações de estratégias anti-predatórias para testar as seguintes hipóteses: esconder-se entre os componentes da serapilheira é uma boa estratégia para um artrópode evitar a predação por formigas; a estratégia de alguns artrópodes de manterem-se suspensos por um fio é eficaz contra predação; variações na estratégia de manter-se suspenso afetam sua eficiência; a predação varia com a altura da presa em relação ao solo. Realizamos dois experimentos numa floresta secundária em Angra dos Reis-RJ. No primeiro, a serapilheira foi removida de parcelas e aplicou-se os seguintes tratamentos: exposto (um grão de arroz sobre o solo); uma folha (um grão de arroz entre o solo e uma folha); duas folhas (um grão de arroz entre duas folhas); quatro folhas (um grão de arroz entre quatro folhas). No segundo, utilizou-se os seguintes tratamentos: suspenso – um fio preso em dois galhos de plantas e um grão de arroz fixo na ponta de um segundo fio, criando uma estrutura em forma de “T”; pêndulo – um fio preso a um galho e na outra extremidade um grão de arroz; folha - um grão de arroz sobre uma folha; serapilheira – um grão de arroz sobre a serapilheira. O suspenso e o pêndulo mostraram-se eficazes, mas o suspenso foi mais eficiente. A altura da isca em relação ao solo não influenciou probabilidade de ocorrer a remoção. Esconder-se entre componentes da serapilheira pode ser um mecanismo de defesa eficiente contra a predação por formigas.


Arthropod Strategies Against Predation by Ants in a Secondary Forest in Rio de Janeiro, Brazil


Abstract. We assessed the efficiency of arthropod strategies against predation by ants. Simulations of anti-predator strategies were carried out to test the following hypotheses: hiding in the leaf litter is efficient to escape predation by ants; hanging by a thread is also efficient against ants; variations in the strategy of hanging by a threat affect its efficiency; predation depends on the height of the prey from the ground. We carried out two experiments in a second-growth forest in Angra dos Reis, southeastern Brazil. In the first experiment, leaf litter was removed from the plots and we exposed rice grains to four treatments: a rice grain on the ground (exposed); a rice grain between the ground and a leaf (one leaf); a rice grain between two leaves (two leaves); a rice grain between four leaves (four leaves). In the second experiment, we used other four treatments: a thread attached to two branches of a plant and a second thread hanging from it, with a rice grain attached to its extremity, forming a T-shaped structure (hanging); a thread attached to a branch, with a rice grain attached to its other extremity (pendulum); a rice grain on a leaf (leaf); a rice grain on the leaf litter (leaf litter). Hanging was more efficient than pendulum; though these both strategies showed to be efficient. The height of the bait above ground did not affect its removal probability. Hiding in the leaf litter can be considered as an efficient defense mechanism against predation by ants.


Palavras-chave


Defesas; Formicidae; serapilheira; Defenses; Formicidae; leaf litter

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



|    Licença de Uso    |     Normas para publicação (PDF)   |    Projeto do Periódico   |   Política de Privacidade    |    Currículo Lattes (Busca)    |   Scielo     |     Títulos de Periódicos ligados à Entomologia e suas Abreviações     |      Ortografa!

Indexadores:

Latindex   |   SEER/IBICT     |    Dialnet     |    Agrobase - Literatura Agrícola     |   Sumários de Revistas Brasileiras     |     DOAJ     |    CABI Abstracts     |    LivRe!       |   RCAAP   |    Diadorim    |    Electronic Journals Library   | Eletronic Journals Index  |   Fonte Acadêmica - EBSCO  |   ZooBank    |   Zoological Records    |   Agro Unitau    |    BASE (Bielfield Academic Search Engine)     

Outras fontes:

   WorldCat    |     Mendeley     |     Google Acadêmico    |    Qualis CAPES 

Copyright © 2008-2018, Entomologistas do Brasil

As opiniões técnico/científicas e mesmo pessoais, constantes nos artigos e comunicações científicas publicados no EntomoBrasilis são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores.

 

EntomoBrasilis. ISSN Online 1983-0572 - Prefixo doi: 10.12741

 

 Site hospedado gratuitamente no HostingZone

Fazemos parte da ABEC (Associação Brasileira de Editores Científicos)

Filiado ao Portal de Periódicos CAPES

Apoio